“#NÃO SOMOS CACTOS#: O planeta está a “aquecer” e não é só pela intolerância e falta de solidariedade

Espectáculo-concerto em Melgaço de 7 a 10 de Julho

A Comédias do Minho vai apresentar em Melgaço o espetáculo-concerto #NÃO SOMOS CACTOS#, uma criação de Rui Mendonça.

Para a criação do espectáculo, Rui Mendonça partiu de artigos que leu sobre a escassez de água potável e como esta poderia ser a principal causa das guerras do futuro. Segundo o actor residente das Comédias do Minho, há zonas do planeta a “aquecer”, não só pelo aquecimento global, não só pela expansão das áreas desertas, não só pela intolerância e falta de solidariedade por parte dos humanos, como também pela disputa da água, pela sobrevivência. “Comecei a investigar e apercebi-me que agora, no presente, cerca de um bilião de pessoas já vive com escassez de água potável e que a tendência é para agravar”, considera.

A iniciativa pretende assim criar uma distância “segura”, um filtro poético e emocional para falar da crescente escassez de água potável no mundo e respectivos refugiados, cujo fluxo promete abalar as noções de Humanismo e Humanidade.

A entrada é livre e gratuita.

7 JUL | Centro Escolar de Pomares | 21h30
8 JUL | Castro Laboreiro – Centro Cívico | 21h30
9 JUL | Melgaço – Casa da Cultura | 21h30
10 JUL | Penso – Centro de Convívio | 16h00

Para além de Melgaço, o espectáculo estará em divulgação durante o mês de Julho nos restantes quatro municípios do Vale do Minho: Valença, Vila Nova de Cerveira, Paredes de Coura e Monção.

CRIAÇÃO Rui Mendonça DIRECÇÃO MUSICAL E MÚSICA ORIGINAL Samuel Coelho VÍDEO E DESIGN DE PROJECÇÃO André Martins APOIO DRAMATÚRGICO E TEXTOS ORIGINAIS EM INGLÊS Ruben Silva INSTALAÇÃO E STOP MOTION Gonçalo Fonseca DESENHO DE LUZ Vasco Ferreira CO-CRIAÇÃO E INTERPRETAÇÃO Luís Filipe Silva, Sílvia Barbosa, Tânia Almeida e os músicos Pedro Gonçalves de Oliveira, Samuel Coelho e Vasco Ferreira