Júlio Machado Vaz em Melgaço com palestra sobre a violência doméstica

 

cartaz

O psiquiatra Júlio Machado Vaz vai estar em Melgaço com uma palestra em torno da violência doméstica e da violência no namoro.
A acção, que decorrerá a 23 de Setembro pelas 21h3o na Casa da Cultura, pretende sensibilizar o público para uma problemática que registou mais de 22 mil casos entre 2013 e 2015, considerando apenas os casos identificados pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), entretanto apoiados.

O medo e a vergonha, principais barreiras ao primeiro pedido de ajuda, e como entender os sinais de uma relação conflituosa serão alguns dos aspectos a abordar por Júlio Machado Vaz nesta palestra aberta ao público, de entrada gratuita.

—— — —— —

Júlio Machado Vaz (16 de Outubro de 1949), natural do Porto, é um psiquiatra conceituado, professor auxiliar e regente da cadeira de Antropologia Médica do curso de Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, da Universidade do Porto.

Após um estágio no estrangeiro, Machado Vaz ficou atraído pela área da sexualidade e apostou em aprofundar este tema que ainda tem muitos mistérios e tabus para os portugueses. No seu consultório privado recebe muitas pessoas com dúvidas e problemas neste assunto. Exerce a função de co-diretor do Mestrado em Sexologia na Universidade Lusófona, e é Membro da Comissão de Ensino da Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica. Como director clínico da Comunidade Terapêutica para recuperação de toxicodependentes de Adaúfe, apoia e auxilia os toxicodependentes a encontrarem um caminho mais positivo e sem drogas.

É autor de vários livros, entre eles ‘O Sexo dos Anjos’, de 1991, ‘O Fio Invisível’, de 1992, e ‘Sábados, Domingos e Outros Dias’, de 1993. ‘Muros’ é o seu primeiro romance, a que se seguiu ‘Conversas no Papel’, de 1997, e ‘Estilhaços’, de 2000.