Manoel Batista diz que entendimento com a concelhia local do PS está “para breve”

Miguel Alves e Ana Catarina Mendes apoiam o actual autarca

A escolha de Manoel Batista, actual presidente da Câmara Municipal de Melgaço, enquanto candidato para a continuidade na liderança dos destinos do concelho está longe de ser consensual, mas o autarca defende que estão a ser criadas “pontes” para o entendimento com a concelhia local.

Em Fevereiro, um jantar de apoio à sua candidatura, num espaço de restauração do concelho, contou com ilustres do partido, mas ainda não houve apresentação oficial a nível local.

Miguel Alves, presidente da federação distrital do Partido Socialista no Alto Minho, e Ana Catarina Mendes, Secretária-geral Adjunta do PS, marcaram presença neste jantar que é um marcar de posição definitivo no que ao apoio dos instrumentos do partido diz respeito.

O entendimento com os organismos locais, segundo Manoel Batista, está para breve. “A breve trecho haverá entendimento também com o partido local. Julgo que rapidamente haverá entendimento no sentido de se fazer essa apresentação formal, mas aí não depende de mim, depende dos responsáveis locais”, frisa.

A nível distrital, ainda que sem data, a cerimónia de apresentação conjunta será daqui a poucas semanas. “Haverá uma apresentação colectiva, e sei que está para ser marcado para meados ou finais de Março o Congresso distrital e aí serem apresentados todos os candidatos do distrito. Até lá não sei se haverá outra, mas a haver será a concelhia local a fazê-lo, porque é o órgão competente do partido para fazer essa apresentação, se entender que a deve fazer”.

Sobre o entendimento e confiança política que a concelhia socialista ainda não manifestou ao candidato natural do partido, o autarca diz-se esperançoso que esse encontro poderá estar para breve. “Julgo que estarão a ser construídos os caminhos, as pontes necessárias, para que se faça um entendimento com os responsáveis locais do partido, com as pessoas que estão neste momento na concelhia e serão noticia, serão publicas”, manifestou.

Notícia publicada na edição impressa de 01 de Março do jornal “A Voz de Melgaço”