Dicionário Clínico: Dores nas costas, como evitar? | pela Dra Alexandra Táboas

Cabeçalho Dicionário Clínico 02Dores nas costas
“Ai as minhas cruzes!”

A dor de costas é um problema de saúde muito frequente, sendo muitas vezes chamada de “dor nas cruzes” ou “dor nos rins”.

A maioria das vezes, o problema é postural, isto é, causado por uma má posição ao sentar, deitar, abaixar ou carregar algum objeto. Outras vezes, essa dor pode ser causada por inflamação, infeção, hérnia de disco, escorregamento de vértebra, artrose ou até stress.

Embora a dor de costas aguda melhore espontaneamente com o tempo, existe uma variedade de medidas que podem tornar a recuperação mais fácil e evitar que o problema volte ou agrave.

back-pain (2)Tudo começa na cama! Para se levantar sem dor de costas deve ter em consideração alguns aspetos. Dormir de lado ou de barriga para cima com uma almofada debaixo dos joelhos deve ser a posição preferencial, evitando dormir de barriga para baixo. O sono deve ser sobre um colchão firme com uma almofada confortável.

Quando acordar, procure levantar-se lentamente e quando se sentar na cama deve ficar com os pés apoiados no chão, usando depois os braços como apoio para se erguer. Faça alguns alongamentos enquanto toma o seu duche quente matinal, isso ajudá-lo-á a desentorpecer e a relaxar a musculatura. Quando for vestir-se e calçar-se, faça-o sentado.

 Se passa a maioria do seu dia sentado, é essencial que se sente corretamente usando uma cadeira que permita manter as costas direitas, evitando as cadeiras e os sofás que o façam escorregar. Se for necessário compre uma almofada de apoio lombar para colocar na sua cadeira. Evite movimentos bruscos, sentando-se lentamente sem deslizar pela cadeira abaixo. Outro conselho útil que retira tensão à zona lombar é manter os joelhos um pouco mais altos que a zona das ancas, colocando um banquinho debaixo dos pés, por exemplo. Evite cruzar as pernas, sendo melhor cruzar os tornozelos.

Ao conduzir, o banco do carro deve estar ajustado para que consiga chegar aos pedais com as costas apoiadas e deve parar a cada 2 horas para se esticar.

Se passa o dia em frente ao computador, procure ter a mesa à altura dos cotovelos e o monitor ao nível dos olhos, sendo conveniente alternar a mão que utiliza o rato, para evitar posturas viciosas. Não se esqueça que é essencial fazer pausas breves para caminhar, esticar o pescoço e braços.

Ser ativo é o segredo! É melhor caminhar que estar parado de pé. Se tiver que estar de pé, mude de posição, ou apoie-se numa parede para relaxar as costas. Caminhe direito e ao virar-se mova todo o corpo e não só a cintura.

 Nas tarefas domésticas, tenha calma! É melhor fazer limpeza um pouco todos os dias que fazer uma limpeza geral a toda a casa. A bancada da cozinha deve estar à altura da sua cintura e ao engomar, sente-se e coloque a tábua ajustada a si. Por mais que seja estranho e desconfortável, é aconselhável que faça a cama de joelhos e não com as costas curvadas.

Para deslocar pesos, é melhor empurrar que arrastar apoiando-se com as costas no objeto e empurrando-o com a força das pernas. Nas compras, mais vale fazer várias viagens, repartindo o peso por vários sacos. Quando levantar o peso do chão não dobre as costas, mas sim os joelhos. Coloque-se de cócoras, segure o objeto e levante-o.

Perca peso se o tiver em excesso, pois o peso é o grande inimigo da sua coluna.

Quando recorrer ao seu médico? Se a dor nas costas aparecer à noite ou não melhorar com o repouso; se para além da dor tiver febre, cansaço ou perda de peso; se a dor das costas for para uma perna ou se for muito intensa e não melhorar com o tratamento analgésico e as medidas acima descritas.

Esteja atento e cuide de si. Não se esqueça que nós somos os primeiros médicos de nós mesmos.