Santa Casa da Misericórdia de Melgaço comemora 500 anos a 12 de Julho

“Um Compromisso com cinco séculos” de uma das mais antigas Misericórdias do país

A Santa Casa da Misericórdia de Melgaço comemora amanhã, 12 de Julho, 500 anos de existência.
A instituição solidária comemorará assim, volvidos cinco séculos desde a assinatura do documento destinado a servir como Compromisso da irmandade da Santa Casa deste concelho, uma das suas mais marcantes datas, atestando a longevidade solidária e proximidade à comunidade melgacense. 

Amanhã, 12 de Julho, as comemorações que assinalam o reconhecimento oficial da Santa Casa da Misericórdia de Melgaço terão início pelas 17 horas, com cerimónia religiosa que decorrerá na Igreja da Misericórdia, a que se seguirá, a partir das 18 horas, a apresentação pública do primeiro Compromisso da Santa Casa e ainda um momento musical, no Largo da Misericórdia.

No entanto, a grande semana de comemorações deste quinto centenário terão lugar na semana de 5 a 12 de Novembro, sob o lema “1517 – 2017, um Compromisso com cinco séculos”, como programa a divulgar oportunamente e onde se esperam representantes das altas entidades ligadas às Santas Casas e de do Estado português.

“Esta é uma das mais antigas Misericórdias, não só da região como de todo o país. Nasceu numa época em que o rei D. Manuel I empreendeu um enorme esforço para levar as Misericórdias a todas as terras do reino, depois da criação da Misericórdia lisboeta em 1498, obra da rainha D. Leonor”, refere Jorge Ribeiro, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Melgaço, na nota explicativa do Compromisso da Confraria da Misericórdia de Melgaço.

“Este primitivo Compromisso da Misericórdia melgacense é um dos exemplares pertencentes à mais antiga edição impressa. O mesmo foi redigido por André Pires e aprovado pelo Rei D. Manuel I, em 15 de Novembro de 1516. A sua impressão foi confiada pelo monarca a dois tipógrafos de renome no reino, Valentim Fernandes e Harman de Campos e encontra-se datada de 20 de Dezembro de 1516. Foi impresso um número desconhecido mas limitado de réplicas do qual faz parte este exemplar do primeiro Compromisso da Confraria da Misericórdia de Melgaço. Na actualidade, apenas existem, além deste, mais onze exemplares da primeira edição impressa de Compromissos das Confrarias da Misericórdia”, explica ainda o provedor.