Agosto, o mês da felicidade festivaleira: Paredes de Coura e Vilar de Mouros voltam a integrar a rota dos festivais mais consagrados do país

Agosto é um mês forte em festas, mas é nos festivais que o Alto Minho marca pela diferença. Nas margens do mesmo rio (Coura), o Vale do Minho tem em Agosto os festivais de referência nacional, ambos com propostas eclécticas no que aos estilos musicais diz respeito. E as sugestões são fortes.

Entre eles, quatro dias de folga. Paredes de Coura dá-nos música de 16 a 19 de Agosto e Vilar de Mouros entre 24 e 26 do mesmo mês.

Para compra de bilhetes, pode utilizar as plataformas habituais, como a Ticketline, ou mesmo nos sites informativos de cada um dos festivais:

Vodafone Paredes de Coura: www.paredesdecoura.com
EDP Vilar de Mouros: www.edpvilardemouros.pt

16 a 19 de Agosto: Paredes de Coura

Em 2017, o festival de Paredes de Coura faz anos. Concretizam-se este ano 25 edições consecutivas do outrora designado “Festival de Música Moderna”, por isso a 25.ª edição do Vodafone Paredes de Coura volta a apostar tudo no cartaz.

De 16 a 19 de Agosto, o palco principal instalado no Taboão recebe alguns dos nomes grandes do panorama internacional e é um desfilar de nomes sugestivos: Future Islands, Car Seat Headrest, King Krule, Beach House, Japandroids, Benjamin Clementine, Foals, entre outros, encabeçam um cartaz de quatro dias de festival num ano especial que promete esgotar.

As expectativas são “as mais positivas”, até porque o indicador resultante da análise rigorosa às vendas antecipadas de bilhetes e passes “está a superar a edição de 2015, que esgotou”, assegura João Carvalho, fundador do festival e representante da Ritmos, a empresa organizadora.

“Vai esgotar, agora se vai ser no dia 1 ou no dia 10 de Agosto, não sabemos”, atira ainda o organizador, reconhecendo que toda a mecânica em torno do evento “profissionalizou-se ainda mais” e cumpriu a promessa de um cartaz sonante para a edição 25.

Às provocações dos internautas que a cada dia manifestam desânimo com as escolhas, João Carvalho responde com os seus consagrados, bandas ou artistas que brilham no Coachella (Califórnia) “o maior festival do mundo” e que tem tudo para arrastar multidões a Coura. “Se estão à espera que o Paredes de Coura tenha Red Hot Chili Peppers tirem o cavalinho da chuva. Há nomes grandes que não precisam de ser massificados para estar neste festival e a prova provada de que o cartaz é interessante é a venda de bilhetes”, atira João Carvalho.

Contudo, fica a recomendação e alerta aos eventuais interessados: “Nós não queremos que as pessoas venham porque o [festival] Paredes de coura faz 25 anos, queremos que venham pelo cartaz”. Agora o alerta: “Na história do festival só tivemos uma vez o festival esgotado, que foi em 2015, e posso dizer que este ano vai esgotar este ano”, prevê João Carvalho.

 

24 a 26 de Agosto: Vilar de Mouros

O Festival EDP Vilar de Mouros realiza-se nos dias 24, 25 e 26 de Agosto e prepara-se para ser “o epicentro da música em Portugal”.

O mítico festival minhoto tem consigo uma história que delicia os amantes de festivais e, ainda que com algumas descontinuidades desde a primeira edição, apresenta-se agora com aparente maior solidez.

Na edição de 2017 ganha um patrocinador de peso, a EDP, e lança um cartaz ecléctico que promete agradar a várias gerações de festivaleiros, como tem sido preocupação das suas mais recentes edições.

“O cartaz do Festival EDP Vilar de Mouros 2017 reflecte a aposta da organização em reafirmar o evento através da transversalidade de estilos musicais”, sublinha a organização em comunicado. Que desfilem, por isso, os nomes que significarão muito a várias faixas etárias: Primal Scream, 2ManyDjs, The Jesus and Mary Chain, The Mission, The Dandy Warhols, The Psychedelic Furs, Morcheeba, The Young Gods, The Boomtown Rats, The Veils, George Ezra, PeterBjorn and John, Avec, Capitão Fausto e Salvador Sobral.

Além do cuidado no cartaz, a organização quer agradar também ao palato das diferentes gerações visitantes. “A gastronomia é uma das grandes apostas desta edição do EDP Vilar de Mouros.  Esta aposta diferenciadora vai proporcionar a todos os festivaleiros uma experiência gastronómica singular, com a oferta de pratos regionais típicos e outros. Entre as iguarias tradicionais que vão estar disponíveis encontram-se as pataniscas com arroz de feijão, sardinhas na broa, caldo verde, papas de sarrabulho, caracóis, rojões à minhota e, para os festivaleiros mais gulosos, doçaria conventual e regional”, avançam os organizadores. Para os que não alinhem pelas ofertas tradicionais, o espaço irá contar com os habituais conceitos de street food.

O Festival EDP Vilar de Mouros 2017 tem como promotores a Câmara Municipal de Caminha, a Junta de Freguesia de Vilar de Mouros e a Surprise & Expectation, com produção conjunta da Dot Global e Metronomo.