De traje e garruço tradicional, Castro Laboreiro sai à rua para celebrar o ‘entroido castrejo’

Os “farrangalheiros” voltam a sair à rua amanhã, 11 de Fevereiro, em Castro Laboreiro. Assim eram conhecidos os homens e mulheres que saiam à rua trajados a rigor. O tradicional saiote castrejo tipicamente vermelho bordado e/ou decorado com cores garridas, as blusas e o lenço amarelo são requisito deste desfile. No entanto, o objecto mais emblemático e diferenciador do Entroido Castrejo são os “garruços”, que são chapéus de cartão decorados com fitas e enfeites garridos que agregam uma renda que encobre o rosto dos Farrangalheiros.

De identidade oculta e assim trajados de forma bem colorida, circulam pelas ruas bailando ao som das concertinas e gozando com quem se cruzam.

“Retomaremos esta tradição já quase esquecida de muitos mas que será reavivado este ano em Castro Laboreiro com o apoio da população e da União de Freguesias de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro”, esclarece a organização.

Assim, no Domingo (11FEV) a concentração dos participantes será junto ao Posto de Turismo de Castro Laboreiro, de onde sairá o cortejo às 16 horas, ao qual se segue um Baile Castrejo.