Teatro de sombras para miúdos e graúdos na Casa da Cultura de 19 a 24 de Fevereiro

A partir do dia 19 de fevereiro, as Comédias do Minho estarão em Melgaço com ‘No Risco da Sombra em 365 Dias’, um espetáculo de teatro de sombras criado pela A TARUMBA – Teatro de Marionetas e cocriado e implementado pela Rede de Colaboradores Locais. A iniciativa destina-se a alunos do ensino pré-escolar mas também haverá uma sessão para o público em geral.

‘No Risco da Sombra em 365 Dias’ é um espetáculo que viaja entre movimentos e constelações para falar sobre as diferentes estações. ‘Explorar a ideia de passagem, de transformação, de corpo, de imagem e de paisagem… e remeter o espectador para um universo de múltiplas possibilidades, surreais e intemporais, onde os lugares habitam a construção poética das sombras e das imagens.’ é o propósito do espetáculo do trabalho de criação coletiva com os colaboradores locais dos cinco Municípios do Vale do Minho.

“Do imaginário coletivo foram criadas as silhuetas, os sons, as imagens que riscam a passagem dos corpos na construção de uma linguagem que tem por base a composição da imagem e a sequência de planos no ecrã. Concebemos uma narrativa a partir de uma escrita cinematográfica, a justaposição dos planos, a sequência dos travellings, do zoom, do plano geral e do plano médio, da cor e do preto e branco, ou seja, a partir do movimento e intersecção dos corpos no espaço da sombra, esse espaço de criação, imagem e reflexo dos desejos de cada um”, conta a organização.

As sessões para o público escolar acontecem entre os dias 19 e 21 de fevereiro, às 10h00 e às 14h00, na Casa da Cultura. Para o público em geral, de entrada livre, será no dia 24 de fevereiro, pelas 15h00, também na Casa da Cultura.

 

Sinopse

«Tic tac, Tic tac… Plinc, plonc… Pumf, pomf… Vu-uu-uu… Tic tac, Tic tac…
E recomeça outra vez! O quê? As diferentes estações do ano! Mas começamos por onde?
A Primavera chegou, o veado saltou. Os pássaros voltam e todos cantam.
No Verão o Sol dá paixão, e aquece o coração. O pirilampo ganha luz e tudo reluz! É tempo de festa!
No Outono o Sol tem sono e o cervo é dono, as folhas ganham cores e despem as árvores.
Sol de Inverno, tarde sai e cedo vai, nem no Inverno sem capa, nem no Verão sem cabeça. Chama o esquilo, para que o veado não adormeça!… Tic tac, Tic tac… e começa outra vez!
O ciclo da vida. As estações são sinónimo de transformação e de passagem, em cada início assistimos a um lugar encantado e descobrimos com um novo olhar o mundo que nos rodeia.»

CRIAÇÃO Luís Vieira e Rute Ribeiro – A TARUMBA e a atriz Sílvia Barbosa | COCRIAÇÃO Rede de Colaboradores Locais

 

Comédias do Minho é um projeto cultural que começou em 2003, com a colaboração dos municípios de Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova da Cerveira, destinado a criar uma companhia de teatro profissional.
A sua missão é dotar o vale do Minho de um projeto cultural próprio, adaptado à sua realidade socioeconómica e, portanto, com um enfoque especial no envolvimento das populações, a partir da construção de propostas de efetivo valor participativo e simbólico, para as comunidades a que se dirigem.