25 anos a 25 de Abril. A Adega do ‘Sabino’ comemora a dobrar, pela sua história e pela do país

Comemoram-se hoje, a 25 de Abril, os 25 anos da Adega Regional Sabino.

Aquele que é hoje um dos locais de referência na restauração melgacense, começou por ser uma tasca e depois foi “casa de pasto”, mas foi na noite de 24 para 25 de Abril de 1993 que, após “profundas obras de remodelação e ampliação”, se tornou no restaurante como hoje se conhece.

Manuel Augusto de Castro – o Sabino de quem toda a gente fala – e a esposa, Odete Amorim Costa, não deixaram cair por terra o legado de Maria José Saraiva e João António Marinho, fundadores da tasca no início da década de 40 do século XX.

No entanto, o conceito vocacionado para os petiscos e prazeres da gastronomia tradicional começou por ser trabalhado já nos anos 70, quando Teresa Saraiva e o marido, Armando Castro, instituíram na antiga tasca uma “Casa de Pasto” onde o visitante, além de ter algo para ‘picar’, passou a ter também mesa para pratos de gastronomia minhota, “de confecção simples mas cuidada”.

Augusto Castro consulta os ‘calotes’ de outros tempos

Em 1993, Augusto ‘Sabino’ Castro cedeu aos pedidos de amigos e transformar o espaço em algo mais. E assim se fez. Depois de redimensionar os espaços (e pouco se pode descobrir de como era no passado, dadas as mudanças efectuadas), o proprietário deu uma festa para os amigos no 24 à noite e a 25 de Abril, abriu oficialmente aos clientes.

Hoje já não há livro de fiados – embora ainda ande por lá um, dos primeiros tempos da casa, onde muitas das contas continuam sem o risco por cima, por isso se calhar o calote continua activo, apesar de prescrito – mas a atenção do ‘Sabino’ continua a mesma para com os clientes que, após o brinde da praxe e estabelecidos dois dedos de conversa, passam a ser amigos da casa.

25 Anos a 25 de Abril, só mesmo uma vez na história deste espaço. Assim se celebre.

João Martinho

As comemorações também já se assinalaram num dos espaços de referência para Augusto Sabino, o Solar do Alvarinho