ESDL com recorde de alunos. “Enorme procura” de habitação motiva autarquia a “fazer investimento” no sector

Com cerca de 350 alunos inscritos no momento da abertura do ano lectivo 2018/2019, a Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço (ESDL), que integra a rede de escolas do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), estabeleceu um novo recorde.

Criada em 2011 e após ter estado a funcionar nas instalações do antigo Hospital da Misericórdia com cerca de 70 alunos, as instalações definitivas da ESDL, no Monte de Prado, reorganizaram a oferta formativa e funcional desta escola desde a sua inauguração, em 2013. Actualmente têm em funcionamento a licenciatura em Desporto e Lazer, os mestrados em Desporto de Natureza e Treino Desportivo – suspendendo no corrente ano lectivo o de Actividades de Fitness – e a pós-graduação em Desporto de Natureza.

A medida do Governo que permitiu reforçar as vagas no interior do país teve também efeito na ESDL, permitindo que alguns candidatos tivessem entrado nesta segunda chamada.

“Esta escola começou com 60 ou 70 alunos, hoje terá 360. É um bom crescimento, sinal de que se está a fazer um bom caminho, mas sobretudo o facto de a escola ser muito conhecida nacional e internacionalmente, palco de eventos de nível internacional pelo reconhecimento de trabalho científico que é feito aqui”, notou a este jornal o presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, à altura da sessão de boas-vindas aos alunos, realizada no dia 17 de Setembro.

Enquanto entidade gestora da Carta Desportiva Nacional, a Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço assume também uma centralidade e influência desportiva, em parceria com o Instituto Português do Desporto e da Juventude, entidade administradora deste sistema de suporte a toda a comunidade desportiva.

“Não temos dúvidas nenhumas de que temos condições naturais e somos um município com condições de excelência para os desportos de natureza e para o desporto em si e esse pensamento estratégico foi desenvolvido por esta autarquia, com o complexo desportivo do Centro de Estágios de Melgaço como equipamento básico fundamental para a prática do desporto”, notou o autarca, anunciando para breve novas intervenções no terreno, nomeadamente a reconversão de trilhos pedonais e a criação de uma ecovia que ligará o centro da vila às Termas de Melgaço, onde recentemente foi instalado um espaço com equipamentos desportivos ao ar livre.

“Este espaço será procurado pelas pessoas que nos visitam, mas muito utilizado por esta escola que já viu que ali tem condições para realizar uma prática de desporto complementar à que faz no Centro de Estágios”, perspectivou.

Sobre o impacto social e económico desta escola superior na comunidade melgacense, Manoel Batista diz que esta influência “não acontece de forma imediata”, mas já se faz sentir em alguns sectores. “Sobretudo na área da habitação já há uma enorme procura e aí também queremos ver se conseguimos fazer mais investimento para criar condições para receber os alunos”.

“Acredito que este ano se possam criar condições para que esse impacto seja maior, se note e traga maior dinamismo para os comerciantes e para a noite em Melgaço, mas o desafio não é só para os alunos estarem disponíveis para isso, é também para aqueles que estão na área da noite serem mais criativos e sabê-los cativar”.

A entrega de 200 bicicletas (160 eléctricas e 40 convencionais) decorreu no dia 19 de Outubro

Transportes: Mini-bus não cativou, é tempo de “Bira”

Para colmatar a necessidade de transporte de alunos entre escolas e entre o centro da vila e a ESDL, chegou a estabelecer-se um horário para um pequeno autocarro circular entre pontos estratégicos, mas a experiência “não funcionou”. As bicicletas eléctricas “Bira IPVC” são o novo projecto comum das escolas do politécnico de Viana do Castelo para a mobilidade de estudantes e professores que optem por esta solução “amiga do ambiente”.

“[O minibus] foi uma pequena experiencia que não funcionou. Na altura não se justificou, não significa que no futuro não se volte a colocar a hipótese, mas para já optou-se por esta solução mais saudável e amiga do ambiente”, considerou o autarca.

A entrega de 200 bicicletas (160 eléctricas e 40 convencionais), a distribuir pelas seis escolas IPVC no âmbito do projecto U-Bike, decorreu no dia 19 de Outubro em Viana do Castelo. As “Bira IPVC” prometem tornar o percurso entre a instituição de ensino e a comunidade local mais fáceis.

“Não temos tido mãos a medir com a quantidade de projectos para os quais temos sido solicitados” Luís Paulo Rodrigues

Luís Paulo Rodrigues: “Estamos a crescer com qualidade”

“Estamos a consolidar os nossos cursos e a forma como a nossa escola se encontra sediada no meio e no panorama nacional e internacional, que é importante”, realçou o director da Escola Superior de Desporto e Lazer.

Ponto de encontro e discussão de vários estudos na área do desporto, a ESDL tem reunido especialistas de todo o mundo e desses congressos tem resultado publicações que determinam bases do que poderão ser as novas directrizes para o desporto de natureza, desporto escolar, entre outras.

“O crescimento tem de ser de forma que nos permita crescer com qualidade”, considerou Luís Paulo Rodrigues, destacando a numerosa lista de projectos para os quais a escola é convidada a participar. “Não temos tido mãos a medir com a quantidade de projectos para os quais temos sido solicitados”, revelou.

João Martinho

[texto publicado na edição de 01 de Novembro do jornal “A Voz de Melgaço”]