Associação de S. Tiago de Penso: Direcção quer promover aproximação da comunidade e reforçar apoio social

Sílvia Domingues e Mário Santos, respectivamente, presidente e vice-presidente da Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de S. Tiago de Penso, são duas das caras por trás da nova vida da associação que quer revitalizar os eventos sociais da Freguesia e estimular o reencontro da população.

Em Abril último apresentaram o plano de actividades para o corrente ano e querem que o espaço atribuído à associação seja “aberto à comunidade”. Pelo meio, já se realizou uma Quermesse e diversos convívios ao longo das tardes de Domingo, mas querem pegar em alguns dos eventos de referência da localidade e com isso promover o encontro da comunidade.

inauguração

 

 

“Como direcção, estaremos aqui para ajudar e organizar actividades que juntem as pessoas, para que isso impulsione um bocadinho o sentimento de comunidade. Nos dias de hoje, as pessoas afastam-se muito, ficam nas suas casas e vão envelhecendo quase sozinhas”, observam os responsáveis.

 

 

 

Abertos a sugestões e opiniões da comunidade sobre a forma “como gostariam de estar com os outros”, reconhecem que “as pessoas aproveitam muito estes momentos para trazerem fotografias antigas, lembrar quando fizeram isto ou aquilo” e se gera uma proximidade e amizade involuntária.

Uma das iniciativas mais dinâmicas e (assim se pretende) abrangentes da associação é um Peddy-Paper, a realizar no próximo dia 14 de Julho, que pretende chamar a atenção dos locais e eventuais visitantes para locais ou apontamentos do património local que o quotidiano não deixa ver.

“Há zonas da freguesia nas quais as pessoas passam muito poucas vezes, ou então passamos e não observamos, e são locais emblemáticos que tiveram muita importância. Vamos passar por esses locais, conhecer-lhes a história”, explicam.

 

A iniciativa começa pelas 9h30, a que se seguirá um almoço convívio que pretende juntar famílias em torno do tema do património… E dos petiscos. Já no próximo mês, no primeiro domingo de Agosto (dia 4), haverá um Convívio do Emigrante. Um dia dedicado aos emigrantes associados.

 

Outra das principais iniciativas da Associação tem como objectivo tornar a já tradicional e emblemática “Alumiada a S. Tomé”, que se realiza na noite de 20 de Dezembro. O Largo da Senhora da Cabeça será o local privilegiado para uma “alumiada comunitária”, na qual podem participar os visitantes curiosos com esta tradição particular da Freguesia de Penso, mas também aqueles que já não participam na alumiada que se realiza um pouco pelos lugares da Freguesia.

A concentração de comunidade local e visitantes pretenderá tornar o dia da alumiada a S. Tomé mais longo (e festivo) do que o fátuo momento entre o acender das ‘fachuqueiras’ e o fim da provisão de palha (ou colmo) com que simbolicamente se guia o caminho ao mártir.

Além da componente desportiva, em reorganização, a ACRD S. Tiago de Penso também quer reforçar as competências no apoio social. A intenção da equipa directiva é inclusive saudada pelo presidente da Junta de Freguesia de Penso e um dos sócios fundadores da associação (criada em 1997), Edgar Rodrigues, congratulando a equipa que agora começa.

“Incentivei muito a actual presidente, a Sílvia, porque considero fundamental que uma Freguesia tenha associativismo. É uma freguesia muito idosa e isolada. Penso que terão de virar-se também para a acção social, é de extrema importância porque nos temos deparado com necessidades que eu próprio não tinha noção que tínhamos. Há pessoas com bastantes necessidades”, frisou Edgar Rodrigues.

João Martinho
(texto publicado na edição impressa de 01 de Julho 2019 do jornal “A Voz de Melgaço”