Melgaço em Festa’2019: Consulte o programa diário das festas concelhias

 

 

Foi em ambiente de animação que o programa “Melgaço em Festa” foi apresentado a 26 de julho, no Bar das Termas de Melgaço. O momento foi preenchido com várias performances, como música ao vivo, concertinas, exposição de produtos locais e a “visita” de personagens históricas.

O Festival Internacional de Folclore “O Mundo a Dançar” marca o arranque do evento, na sexta-feira, dia 2 de Agosto, pelas 22 horas, no Largo Hermenegildo Solheiro. Nesta edição irão subir ao palco quatro grupos de folclore: Benin, Croácia, Rússia e Bolívia. Através da dança darão a conhecer a sua cultura, proporcionando um espetáculo de qualidade reconhecida.

Nos dias seguintes, 3 e 4 de Agosto, o convite é para conhecer a aldeia melgacense Branda da Aveleira, durante o “Dia do Brandeiro”, um evento que reúne toda a população para celebrar a cultura da transumância, uma tradição com 900 anos, em volta da gastronomia e Alvarinho da região. O cortejo etnográfico, no sábado, pelas 12h30, sob o tema “A Transumância”, assume-se como o momento alto das festividades, mas serão muitos os momentos para se ouvir o relato do quotidiano da pastorícia e momentos de animação musical.

Dia do Brandeiro || Desfile de carros de bois

A diversidade paisagística da aldeia e a gastronomia local (onde se destaca a broa de milho, o cabrito recheado no forno de lenha e os produtos de fumeiro) fazem desta aldeia do Município mais a Norte de Portugal uma óptima escolha! Situada na entrada do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a Branda da Aveleira representa a tipicidade da região e o modo de vida de uma época. A aldeia tem uma paisagem e um conjunto arquitetónico de enorme beleza, sendo o testemunho de uma tradição agrícola e cultural de grande valor antropológico, que a torna muito especial e singular. Foi uma das pré-finalistas das 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias, na categoria de Aldeias Remotas.

 

O Mercado Medieval volta à vila, entre os dias 9 e 11 de Agosto. 

“A primeira edição foi um sucesso, com grande adesão da população e dos turistas. Estamos convencidos de que este ano será igualmente um êxito. Não temos dúvidas de que este mercado medieval vai afirmar-se como um dos maiores eventos na área medieval em todo o Alto Minho e, porventura, no Norte do país», refere Manoel Batista. «Temos todas as condições para isso. Não só o lugar, mas também o nosso parceiro que nos ajuda a realizar esta actividade», realça o autarca.

Apresentação || Mercado Medieval

O Mercado Medieval pretende promover o património histórico de Melgaço, assinalando a data de 1388 como uma referência da identidade cultural do concelho. Serão relembrados episódios lendários da época Medieval, como ‘Inês Negra’, no dia 10 de Agosto, pelas 22h00, no Castelo de Melgaço.

O Centro Histórico, com o seu Castelo e as suas Igrejas medievais (Matriz e Misericórdia), assume-se como um local fulcral para a promoção deste Mercado, tornando-se os palcos de várias animações temáticas: Cortejos Históricos, Torneios Apeados, Espectáculos com Aves de Rapina, Espectáculos de Fogo, Concertos Medievais, Danças Orientais, Desfile Nupcial e Casamento Medieval, entre outras animações. Haverá ainda uma tenda para aluguer de trajes, convidando os visitantes a recuarem no tempo.

Na noite de 11 de agosto, António Zambujo sobe ao palco do Largo do Mercado Municipal, pelas 22h00. Segue-se um espectáculo piromusical, à meia-noite.

Entre os dias 14 e 16 de agosto realiza-se a Festa C(r)asteja, «celebrando, uma vez mais, a cultura de montanha», salienta Manoel Batista.

Apresentação da Festa Crasteja

Castro Laboreiro é uma das aldeias mais emblemáticas do Parque Nacional da Peneda Gerês, resultado do isolamento que sofreu no passado, o qual permitiu que chegassem intactos nos nossos dias, aspectos do património histórico e cultural da aldeia, como a arquitectura, a paisagem e o modo de vida das suas gentes, ainda hoje marcado por um forte espírito comunitário. Toda esta cultura vai ser vivida durante o evento, através de tradições como a carpeada, danças típicas, recriação de uma boda c(r)asteja, sempre com muita animação. Haverá ainda o concurso do Cão de Castro Laboreiro e as Jornadas Históricas, com a presença dos oradores Fátima Silva, José Domingues e Álvaro Campelo. Recorde-se que Castro Laboreiro foi finalista nas 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias e foi distinguida com o Prémio 5 estrelas, na categoria ‘Aldeias e Vilas’, no âmbito do concurso ‘Portugal Cinco Estrelas’ 2018.

 No dia 14 de Agosto, pelas 22 horas, no Parque Urbano Rio do Porto, realiza-se a IIª Mini Gala de Verão Melgaço em Patins, promovida pela Associação Melgaço em Patins. 

A Festa do Emigrante, a 16 de Agosto, encerra o programa. Será um momento para festejar com os emigrantes que, por esta altura, regressam às suas origens.

Dia do Emigrante

O Município, em parceria com várias entidades, oferece ainda uma panóplia de actividades para que descubram o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal.

“Serão bons momentos para que todos desfrutem da alegria e diversão e para que descubram Melgaço, as suas gentes, culturas e tradições. Um programa para todos! Para todas as idades! Para todos os gostos!», enaltece Manoel Batista.