Pedro Sena Nunes apresenta hoje em Melgaço o retrato de um homem que “dedicou a sua vida para sempre a Portugal”

O realizador, programador cultural, professor na área da criação artística e orientador da Residência Plano Frontal (integrada no MDOC), Pedro Sena Nunes, apresenta pela primeira vez em Melgaço o filme documental “Quatro Estações e Outono”.

O filme, com sessão marcada para hoje (01 de Agosto) às 21h30 na Casa da Cultura de Melgaço, é um retrato profundo e multifacetado de um homem que nasceu em Praga e dedicou a sua vida para sempre a Portugal, Jorge Listopad.

Listopad (Praga, 26 de Novembro de 1921 – Lisboa, 1 de Outubro de 2017), foi um escritor, crítico, realizador, encenador e professor português de origem checoslovaca. Encenou cerca de 60 peças e óperas na Checoslováquia, França, Alemanha, Suíça e Portugal. Foi colaborador da ORTF (Paris) e da RTP, onde realizou algumas centenas de programas dramáticos, sociológicos e antropológicos. Foi também autor de cerca de 40 livros de prosa, poesia e ensaio, escritos em português, checo, francês, sueco, italiano, lituano e servo-croata.

Foi membro da Associação Portuguesa de Escritores, do Pen-Club Internacional, da Sociedade Portuguesa de Autores e da Associação Internacional de Críticos de Teatro.

 

Depois de intenso percurso um pouco pelas salas e festivais de cinema do país, Pedro Sena Nunes traz até Melgaço filme que celebra o checo que foi uma figura marcante da cultura portuguesa.

QUATRO ESTAÇÕES E OUTONO
(FOUR SEASONS AND AUTUMN)

REALIZADOR PEDRO SENA NUNES
PAÍS PORTUGAL
ANO 2018 DURAÇÃO 90’
IMAGEM NUNO MADEIRA
SOM NUNO RUA
MONTAGEM JOÃO COROA JUSTINO
PRODUÇÃO RODRIGO AREIAS – BANDO À PARTE

Pedro Sena Nunes

Realizador, programador cultural e professor na área da criação artística, cinema documental e cinema experimental. Realizou diversos filmes com apoio do ICA/RTP – documentários, ficções e spots publicitários. Desenvolveu alguns projectos fotográficos. Co-director artístico da Vo’Arte, co-fundador da Companhia Teatro Meridional, é consultor e coordenador de diversos projectos culturais. Integrou as equipas dos projectos europeus Fragile, Unlimited e European Video Dance Heritage (EVDH).

Co-dirige os Festivais Internacionais InShadow, InArt e InMotion – Cinema e Dança, Arte e Comunidade, e é programador dos Olhares Frontais dos Encontros de Cinema Viana há 18 anos onde desenvolve o projecto Histórias da Praça. Colaborou no desenho do Festival Filmes do Homem, onde dirige a Residência Plano Frontal. O seu projecto artístico centra-se cada vez mais numa prática com dimensão social através do cruzamento de pessoas com necessidades especiais e artistas profissionais.

Há 27 anos que se dedica intensamente à área pedagógica, dirigindo laboratórios dedicados à invenção e à experimentação, tanto documental, como ficcional. Lecciona nas áreas de realização cinematográfica, narrativas transdisciplinares e relação da performance com as tecnologias na ESTAL, IPA, SOU e EscreverEscrever.

No Mestrado de Cinema Documental da ESMAD (Porto) lecciona há 11 anos e é coordenador pedagógico na ETIC há 18 anos, escola onde foi director criativo, e colaborou na implementação dos novos cursos HND certificados pela maior entidade educativa do mundo: Pearson. Orquestrador e encenador de diversos projectos teatrais, coreográficos e performativos, foi inúmeras vezes premiado pelos seus trabalhos cinematográficos, fotográficos e transdisciplinares em Portugal e no estrangeiro. Co-criou o projecto Geração Soma, apoiado pelo Programa PARTIS – Integração social através das práticas artísticas, da Fundação Calouste Gulbenkian. Actualmente é doutorando na Universidade de Lisboa (UL) em artes performativas e imagem em movimento, é também investigador do GECAPA nas áreas experimentais de cruzamento entre corpo e imagem. Fonte: MDOC.