Legislativas 2019: Melgaço escolhe PS para a Assembleia da República

Cousso, Parada do Monte e Cubalhão resistem à onda ‘rosa’ e são o último reduto do PSD no concelho

 

O resultado das legislativas de 6 de Outubro deixa o Alto Minho a duas cores. Dos dez municípios que compõe o distrito de Viana do Castelo, cinco ficaram pintados a rosa e outros cinco a laranja, no mapa das contagens finais.

As cores representam os dois partidos âncora no arco de governação nas últimas décadas, dando vitória equilibrada aos cabeças de lista pelo círculo de Viana do Castelo na Assembleia da República, mas revelou a tendência da população em querer diversificar as forças representadas no hemiciclo, apostando nos mais tradicionais à esquerda, mas também á direita.

Com 46,6% dos votos atribuídos ao Partido Socialista, Melgaço deu o seu voto de confiança ao programa encabeçado por Tiago Brandão Rodrigues, cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo.

A abstenção continua a marcar os sufrágios a nível local, com 66,2% da população inscrita que não exerceu o direito de voto.
Traduzindo as percentagens em números, no total do concelho votaram 3.556 dos 10.529 inscritos. Dos votos registados, contam-se ainda 128 votos em branco e 47 nulos.

Dos partidos na corrida por Viana do Castelo à Assembleia da República, apenas os dois partidos do centro elegeram candidatos. O Partido Socialista elegeu Tiago Brandão Rodrigues, Marina Sola Gonçalves e Anabela de Jesus Rodrigues; o Partido Social Democrata elegeu também os três primeiros nomes da lista, nomeadamente, Jorge Mendes, Emília Cerqueira e Eduardo Teixeira.

Melgaço deu 1.656 votos ao PS; 1.127 ao PPD/PSD; 207 ao Bloco de Esquerda, 135 ao CDS-PP e 56 ao PAN (Pessoas-Animais-Natureza), alterando a ordem e incluindo até novos partidos entre as cinco forças políticas mais votadas. O PAN, liderado por André Silva, é um dos novos no ‘top 5’ dos resultados de Melgaço, acompanhando assim a tendência nacional e que se traduziu num crescimento considerável para o partido, passando assim de um para quatro deputados na Assembleia da República.

No entanto, em Melgaço, nem todo o mapa ficou pintado de ‘rosa’. Parada do Monte e Cubalhão, hoje União de Freguesias, são, a par de Cousso, o último reduto ‘laranja’ no concelho (…)

João Martinho