Prémio de Imprensa em Lisboa e Grande Alvarinho de Ouro em Zurique para os vinhos Dom Ponciano

 

Com três referências no mercado, os vinhos Dom Ponciano somaram este ano reconhecimentos de destaque nos concursos mais mediáticos, dentro e fora de portas.

Rui Esteves, produtor dos vinhos Dom Ponciano, não esconde a “surpresa” perante os resultados do concurso realizado em Lisboa pela revista Grandes Escolhas, no qual um dos seus vinhos jovens, um monocasta alvarinho de 2018, conquistou o Prémio de Imprensa.

“Fiquei surpreendido porque é um vinho jovem – quando a tendência é para consumir vinhos “mais velhos”, como considera – mas quer dizer que estamos no bom caminho e que temos vinhos de muito boa qualidade. Em Monção e Melgaço temos uma terra excepcional, temos o terroir, só temos que não estragar o que a terra nos dá”, observou.

Rui Esteves, produtor dos vinhos Dom Ponciano, com o distinguido “Espumante de Excelência”

No entanto, a consagração dourada veio de Zurique, onde se realizou este ano o concurso “Albariños al Mundo”, organizado pela União Espanhola de Catadores.

O júri internacional atribuiu a distinção Grande Alvarinho de Ouro ao “Dom Ponciano Colheita Seleccionada 2013”, figurando como único vinho português na lista restrita de vinhos com direito à medalha de topo do concurso.

Mas a consagração chega também ao espumante, conquistando recentemente a distinção Espumante de Excelência para o “Dom Ponciano Bruto Natural Grande Reserva 2013”, numa prova cega onde participaram “mais de trezentos vinhos”.

“Quando vamos a provas cegas, damos cartas. Quando não é prova cega… é o que é”, atira o produtor.