Destaques do Mês: Edição de 1 de Janeiro de 2020 do jornal “A Voz de Melgaço”

Começou 2020, esse ano de números redondos e que parece prometer.

Provavelmente, a maior parte de nós transferiu os seus maiores desejos (para o ano ou para uma vida) para as obrigações milagrosas de uma passa – que é uma uva desidratada, não podemos perder o Norte – e se em Dezembro de 2020 não tivermos metade dos doze desejos cumpridos, o mais provável será também desconfiarmos daquelas passas que compramos em promoção em finais de Novembro. Toda a gente sabe que não se deve colocar desejos muito responsáveis num saco de passas de 1,30€.

 

A Câmara Municipal de Melgaço também reforçou os ‘desejos’ para 2020 e já manifestou a vontade de os concretizar. No texto de análise ao Orçamento Municipal e documentos previsionais para o corrente ano [Orçamento de 19,9 milhões de euros para 2020 é “ambicioso” e de grandes investimentos, Pág.7], damos nota das principais obras a iniciar a breve trecho, assim como da necessidade da autarquia em ir pela primeira vez a crédito bancário “para avançar com investimento” na gestão de Manoel Batista.

 

‘Toda a malta gritou, até o padre ajudou’… Mas também foi preciso uma ajudinha milagrosa de São Tomé para que a tradição da Freguesia de Penso se concretizasse mais uma vez.

No dia 20 de Dezembro, o território nacional andava entre alertas de temporais (ou depressões, em linguagem mais ‘técnica’), e a população de Penso temia o pior. Mas, milagre de São Tomé, como crê a população presente na alumiada que finalmente se pôde levar a efeito, a chuva intensa que se fazia sentir há dias deu trégua e permitiu que a população saísse à rua para gritar “viva São Tomé milagroso!”, “viva o de cima e o de baixo!”, entre outros dizeres que já se tornaram populares neste dia de homenagem ao santo.

Alumiada a São Tomé || Foto: Tiago Fernandes

 

Também com outras ‘queimadas’, embora mais simbólicas, Castro Laboreiro queimou o Ano Velho e purificou-se do mal com Queimada Galega, de que damos nota nesta edição. O momento único deste ritual relembrou tradições ancestrais e reinou a boa disposição e animação entre as centenas de pessoas, entre po­pulação local e turistas e fizeram-se votos para que 2020 traga toda a sorte, saúde e fortuna.

 

O Chef António Alexandre vai assinar ementas “inovadoras” na restauração de Melgaço [pág.25]. Reconhecido e com uma carreira nacional e internacional de mais de 25 anos e provas dadas no mundo dos sabores, o Chef Executivo do Lisbon Marriott Hotel, António Alexandre, veio até Melgaço tra­zer inovação à restauração local.

O restaurante Tasquinha da Portela recebeu o Chef – primeiro como cliente à mesa, depois como tutor criativo na cozinha – e deu-lhe liberdade para criar, tendo por base os produtos locais e a identidade do estabelecimento.

 

Um desporto diferente. No texto de fundo sobre culturismo, a equipa liderada por Artur Carvalho, sob o nome Marcelo Team, quer preparar jovens atletas para ganhar… sem ‘aditivos’. Há seis meses que Artur Carvalho, natural de Mel­gaço, com vários troféus em concursos de fisiculturis­mo a nível nacional e mundial, encetou um trabalho di­ferente com alguns dos jovens atletas locais.

O ano de 2019 não podia ter traduzido melhor estreia do seu trabalho de preparador físico (ou coach) de dois dos elementos que integraram e deram forma à equipa Marcelo Team desde os primeiros dias. Ana Luísa Pereira e Dylane Esteves, de 31 e 21 anos, respectivamente, as­seguraram lugares honrosos para a estreante equipa na edição de 2019 do Campeonato Nacional WABBA (World Amateur Bodybuilding Association).

 

Ainda na temática do culturismo, no texto “Do ballet ao fisiculturismo: Ana Luísa Pereira conquista título no Campeonato Nacional WABBA (Pág. 20), damos destaque ao empenho e foco da melgacense Ana Luísa Pereira, que nos mostra que após os trinta anos de idade ainda é tempo para dizer sim aos desafios mais ousados e testar os limites, até do próprio corpo.

 

Na reportagem com os empreendedores locais, de que lançamos um sneak peek na edição de Dezembro de 2019 deste jornal, fazemos uma abordagem aos novos negócios, muitos deles do sector primário, dos empresários jovens do concelho melgacense.

A peça “Empreendedorismo antes dos 40: Quem são os novos investidores da economia melgacense?” poderá ser a primeira de muitas abordagens ao sector empresarial e produtivo do concelho, assim se justifique o regresso ao tema.

Assim, nesta primeira abordamos, mostramos que, do fumeiro aos frutos vermelhos, do turismo à restauração, passando pelos licores, há uma série de investimentos a surgir e a querer diversificar as referências produtivas de Melgaço para lá do vinho Alvari­nho ou do comércio que tem como base o estabelecimento tradicional.

 

‘De onde somos os que aqui estamos?’. Os moradores do lugar de Verdelha, Paderne, têm, des­de a última alteração de códigos postais feito pelos CTT, o código postal referente à vizinha Freguesia de S. Paio.

A estranheza perante a existência de código postal diferente motivou várias queixas dos habitantes daque­le lugar, que tem por herança histórica e administrativa a pertença a Paderne, recusando esta apropriação, ain­da que apenas por erro de levantamento dos CTT, pela Freguesia de S. Paio. Saiba mais sobre esta inusitada pertença na última página da edição de Janeiro do jornal.

 

Há mais de 300 imóveis abandonados no concelho. A Câmara Municipal aprovou “penalização” de 30%, e garante que a lei permitia multiplicar por seis

O levantamento efectuado pela autarquia ao longo dos anos soma já mais de trezentos edifícios assinalados como degradados, tendo a última revisão acrescentado mais dezoito e retirado apenas seis da lista de abandono, por recuperação.

A revisão do Plano Director Municipal (PDM) que a Câmara Municipal de Melgaço está a levar afeito e que se prevê finalizada até Julho de 2020, ditará algumas intervenções nos centros urbanos das freguesias, nomeadamente no Peso, São Gregório e Castro Laboreiro.

Ao mesmo tempo, temos a garantia de que o projecto para o Ho­tel “está pronto e praticamente aprovado, para que arranque no primei­ro semestre de 2020”, avançou o presidente da Câmara. Será um Hotel de quatro estre­las, de grande qualidade, com 60 quartos, adiantou ainda Manoel Batista.

 

Parada do Monte venceu a edição de 2019 do Torneio de Futsal Inter-Freguesias de Natal. O confronto entre finalistas decorreu no dia 30 de Dezembro de 2019, no Gimnodesportivo do Centro de Estágios de Mel­gaço, e foi disputado entre aquela Freguesia e a de Vila e Roussas, tendo os atletas de Parada do Monte segurado a vitória por 4 – 2.

Parabéns aos vencedores, mas também aos restantes, por ‘vestirem a camisola’ pela sua Freguesia e por serem um exemplo de dinamização desportiva.

Estes são apenas alguns dos destaques, mas há outros assuntos que merecerão a sua atenção.

Boas leituras… E bom ano 2020!