Há mais de 300 imóveis abandonados no concelho. Câmara aprova “penalização” de 30%

O levantamento efectuado pela autarquia ao longo dos anos soma já mais de trezentos edifícios assinalados como degradados, tendo a última revisão acrescentado mais dezoito e retirado apenas seis da lista de abandono, por recuperação.

A majoração na taxa sobre estes imóveis passará a ser de 30%, e a agravante imposta pelo município de Melgaço está ainda longe, segundo o presidente da Câmara, daquilo que a lei permite.

“Seria uma penalização muitíssimo mais agressiva no IMI, para forçar de forma mais pesada à utilização. Temos trinta por cento, a legislação permite multiplicar por seis”, notou Manoel Batista.

Ainda assim, o autarca refere que a agravante aplicada a estes imóveis seja uma “penalização que procura ser incentivo” aos proprietários, para que estes “façam alguma coisa com estes prédios degradados”. “Ou façam obras ou vendam, para que alguém agarre neles”.