Orçamento de 19,9 milhões para 2020: Gestão de Manoel Batista aceita ‘recomendação’ da oposição e vai pela primeira vez a crédito

A maioria socialista aprovou, em Assembleia Municipal realizada no dia 21 de Dezembro de 2019, o Orçamento e plano de investimentos do município para o corrente ano.

O Orçamento Municipal para 2020, de 19,9 milhões de euros (19.903.620 €), mantém-se assim em valores próximos de anos anteriores, no entanto, a autarquia refere que o corrente ano será de grandes investimentos, que serão complementados com ida a crédito.

Na linha de investimentos essenciais para 2020, Manoel Batista destaca o arranque da intervenção na Rede Municipal de Trilhos, “que já era para ter arrancado no último trimestre de 2019, mas por dificuldades da empresa a quem foi entregue a obra mão arrancou”.

“Foi a oposição que nos recomendou ir a crédito”

Para enfrentar o rol de principais obras, mas também outras de menor encargo financeiro, o autarca diz que será preciso, “pela primeira vez nos dois mandatos” a que preside, recorrer ao financiamento bancário. Um exercício que, segundo Manoel Batista, até foi incentivado pela oposição.

“Temos necessidade e condições financeiras que nos permitem. Aliás, foi a própria oposição que, na Assembleia Municipal de Abril [de 2019] nos interpelou dizendo que, se a margem de financiamento da Câmara é tão elevada, porque é que não íamos a financiamento para fazer os investimentos que são necessários. Na altura tive a oportunidade de dizer ao deputado Pedro Silva [da coligação PSD-CDS/PP] que agradecia o facto de ter feito essa observação porque esse era o nosso objectivo de futuro, porque temos mesmo de fazer algum crédito para avançar com investimento”, recordou.

Leia a notícia completa, com os principais planos de intervenção para 2020 na edição impressa de Janeiro do jornal “A Voz de Melgaço”