Os Reis na América: Em Alvaredo cumpre-se a tradição porta a porta… e em streaming


Fotos: Paula Fernandes

 

A tradição dos cantares dos Reis e Janeiras, neste início de ano, não é novidade nem segredo, mas na freguesia de Alvaredo (Melgaço), o convívio estende-se das casas até ao Novo Mundo.

E em momento nenhum desta notícia nos referimos aos membros da família real britânica, nomeadamente da fuga do príncipe Harry e Meghan Markle para a América do Norte, após anúncio de que vão abdicar dos títulos reais. Aqui a história é outra.

O cantar dos Reis já é aguardado com expectativa e até com alguma pompa pelos locais, que recheiam a mesa com petiscos de fazer revigorar qualquer um do recobro, se for caso disso, mas em terras onde a emigração separa famílias, as tecnologias fazem o ‘milagre’ da aproximação.

Numa das casas da ronda de cantares do passado domingo, uma das habitantes transmitiu em directo, via online, para familiares nos Estados Unidos da América.

Assim o sinal de internet o permitiu, mas mesmo em casos onde o live não é opção, membros do grupo contam que há emigrantes que pedem que lhes enviem fotos da visita aos seus familiares.

Para isso vale o anúncio, geralmente feito no dia anterior, do trajecto por onde vai passar o grupo de cantores voluntários – musicados por quatro acordeonistas, também solidários – para cumprir a tradição de anuncio da boa nova.

“É muito giro, toda a comunidade vive o cantar de Reis, mesmo não estando presente fisicamente”, conta-nos Paula Fernandes, membro do extenso grupo que anima as noites frias de Janeiro pelas casas e ruas de Alvaredo.