Covid-19: Pandemia adiou projectos e intervenções em algumas das Juntas de Freguesia do concelho


Texto: João Martinho | Fotos: João Martinho, Junta de Freguesia de Penso


Algumas das obras com início previsto no primeiro semestre de 2020 nas Freguesias do concelho tiveram de ser adiadas devido ao surto pandémico. Fiães, Penso e Paderne deram nota das melhorias no património edificado e/ou viário que será realizado posteriormente.

Penso

A finalização e apresentação do projecto de reabilitação da antiga Escola Primária das Meninas [Escola de Baixo, na foto], que compreende a reabilitação total do edifício e área envolvente, desenvolvido pelo gabinete de arquitectura, engenharia e design de interiores de Davide Domingues estava inicialmente prevista para meados de Maio.

Os constrangimentos provocados pelo COVID-19 atrasaram a apresentação desta intervenção para “finais do primeiro semestre” de 2020, informa o presidente da Junta de Freguesia de Penso, Edgar Rodrigues.

Pavimentação do acesso Escola/Bastida 

“Um dos principais objectivos deste executivo era que esta pavimentação fosse realizada até ao início do Verão, contudo, devido às contingências, provavelmente só se irá realizar durante o segundo semestre”, justifica o presidente da Junta.

Composição, impressão e distribuição do Boletim Informativo Nº3: A Junta de Freguesia adoptou a prática de “prestar contas” aos seus fregueses, através de um boletim informativo, distribuído pela freguesia a meio e no final de cada mandato.

“A edição Nº3, que correspondia aos trabalhos realizados até meio do mandato, estava pronta para composição e impressão e seria distribuída por altura da Páscoa. Esperamos distribuir durante o mês de Agosto”, explicou ainda o autarca.

 

 

Paderne

Devido ao plano de contingência adoptado, a Junta de Freguesia de Paderne suspendeu essencialmente três obras de recuperação de património edificado, nomeadamente:

Requalificação do telhado da Sede da Junta, por falta de material por parte do empreiteiro. Requalificação do Cemitério Velho de Paderne, “devido a funeral de uma vítima de Covid-19 que obrigou ao fecho do mesmo” e ainda a requalificação da Eira de Sante, cuja intervenção está a cargo da Câmara Municipal de Melgaço, que orientou o efectivo “para intervenções urgentes”, esclareceu o presidente da Junta de Freguesia, Amado Rodrigues Dias.

“Estas são as obras mais relevantes, mas toda a gestão diária da Freguesia está limitada a dar resposta às situações mais urgentes, não podendo agendar intervenções que se sabem necessárias, como é o caso da limpeza das valetas”, indica Amado Dias.

A Junta suspendeu também, temporariamente, o projecto “Gabinete de Saúde”.

 

Fiães

Apesar de alguns constrangimentos, o plano de obras “está em execução”, garante o presidente da Junta, José Luís Douteiro. Assim prosseguem as obras de abastecimento de água e saneamento do Lugar de Alcobaça, e está contratualizada a obra para o saneamento do lugar de Vila do Conde.

Construíram-se muros de suporte das estradas de Pousafoles, Souto Mendo de Baixo, Souto Mendo de Cima e Adedela.

“Colocou -se nova cobertura  na garagem da Junta e procedeu-se à limpeza de parte dos baldios e bermas das estradas, bem como o aproveitamento das sobras da água do abastecimento público para a construção de novos tanques para prevenção dos fogos”, destacou o autarca.

No rol de obras futuras, está prevista a abertura de um estradão – alargamento de um caminho – para o Lugar de Jugaria a partir da estrada Mosteiro-Roussas e a abertura de estradão de Souto Mendo de Baixo – Balsada.

Relativamente ao plano de contingência, a Junta de Freguesia procedeu ao bloqueio, com blocos de granito de grandes dimensões, as quatro passagens de ligação a Espanha, cumprindo assim o fecho das fronteiras e à distribuição de luvas e mascaras a toda a população da Freguesia. “Está prevista segunda distribuição em Maio”, avança José Luís Douteiro.