Melgaço volta a ter carreira pública a partir de Julho. Transportes Santa Bárbara asseguram dois dos três trajectos


Texto: João Martinho/AVM | Foto: DR


 

Com a suspensão das carreiras públicas no concelho de Melgaço, anunciada pela transportadora AVIC e efectivada a partir de 20 de Setembro de 2019, a reposição dos transportes nos três circuitos municipais foi assumida pela autarquia, que promete anunciar o regresso do serviço ainda durante o corrente mês de Julho.

A solução, conforme avançado pelo presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, a este jornal, estava prevista para o primeiro trimestre de 2020, mas a morosidade do concurso regional para uma rede intermunicipal de transportes, no âmbito da CIM Alto Minho, levou a autarquia a contratualizar directamente com uma das três transportadoras convidadas a apresentar proposta.

A empresa local Transportes Santa Bárbara apresentou a proposta vencedora e assegurará já partir do corrente mês dois dos três circuitos públicos de transporte, nomeadamente, São Gregório – Vila e Castro Laboreiro – Vila. O terceiro circuito, Penso – Vila, será efectuado por transporte da autarquia.

“Fomos o primeiro município na CIM [Alto Minho] a fazê-lo. Temos esta base resolvida, outros municípios não têm, porque entretanto a AVIC fechou as carreiras públicas nos municípios todos e agora está a exigir brutalidades, como nos exigiu a nós há uns tempos, para repor as carreiras”, notou o edil de Melgaço.

 

O convite e contratualização do serviço de carreira pública – sem concurso público, “uma vez que o valor é relativamente reduzido e permitia isso”, justificou o autarca – permitirá garantir desde já e em período não escolar, dois dias por semana. A autarquia avançará, após resolução de “questões relacionada com a bilhética”, a data de início e dias da semana em que o serviço estará disponível.

 

Carreira volta a reforçar o transporte escolar

 

A partir de Setembro, data prevista para o início do ano lectivo 2020/21, os circuitos escolares voltarão a ser “complementares” à carreira pública.

Manoel Batista avança que a Vereadora do pelouro, Maria José Codesso e equipa afecta à Educação, está a fazer o “estudo dos circuitos especiais” que serão submetidos a concurso e resolvidos até Setembro, mas caberá à carreira pública “assegurar os transportes escolares” nos trajectos que lhe estão confiados a partir deste mês de Julho.

“Como temos contratualizada a carreira pública, temos a segurança de que durante o período escolar a carreira funciona e nesses circuitos terá de assegurar os transportes escolares”, reforça o autarca.

A confirmar-se a abertura das aulas presenciais para todos os alunos já no próximo ano lectivo, o autarca diz que está garantido o “transporte total para todos os alunos, de todos os pontos do município, com a devida segurança”. “Implica mais carros, mais despesa e um outro conceito no transporte, mas é isso que estamos a resolver neste momento”, conclui.

A contratualização de dois dos três trajectos da carreira pública com a empresa privada, com início em Julho de 2020 e término no final do ano lectivo 2020/21, ronda os 40 mil euros.