EN 202: Troço entre Penso e cruzamento do Peso requalificada. Segunda fase [Termas-Vila] só na Primavera de 2022


João Martinho (texto)
Imagem: Google/DR


Nas últimas semanas, a circulação viária na antiga Estrada Nacional 202 (EN202) – no troço entre o Peso e a Freguesia de Penso – tem decorrido com limitação devido à requalificação do pavimento. A empreitada de beneficiação desta artéria, sob gestão municipal a partir do corrente ano (entre o km 100,121 e o km 109,372) contempla uma extensão total de cerca de nove quilómetros, estender-se-á até ao próximo ano.

A autarquia assumiu a gestão e o envelope financeiro para a renovação do pavimento da antiga EN 202 (até 2020 sob tutela da Infraestruturas de Portugal S.A.), e já tem em execução o concurso único que contempla a renovação desta estrada desde Penso, no limite com Monção, e o centro da vila de Melgaço.

“Tínhamos inicialmente previsto que esta empreitada fosse desenvolvida na totalidade este ano e chegasse à vila. Com alguns atrasos, vamos dividir. Da primeira fase, desde o limite com Monção, até à entrada do Peso, será feita a marcação da estrada ainda este ano. O troço que arrancará a seguir às Termas e virá até à Vila será feita na Primavera do próximo ano”, avança o autarca de Melgaço, Manoel Batista, explicando que as condições meteorológicas do Inverno, como as temperaturas, não são as indicadas para a pavimentação com betuminoso.

Já a pavimentação no centro urbano do Peso, entre a rotunda e a entrada para o parque das termas, aguardará pelo Plano de Pormenor de que falamos na edição anterior deste jornal, e que por isso permanecerá nas condições actuais até à sua finalização e aprovação.

“Será uma repavimentação completa da zona do Peso e uma requalificação urbana grande, não fazia sentido estarmos a investir agora em alcatrão para essa zona”, observa o edil, não comprometendo o executivo com prazos mas assegura que os Planos de Pormenor, quer do Peso, quer de Castro Laboreiro, ficarão concluídos no decurso do actual mandato.